Acidez Mental! Humor, mau humor e dicas para ganhar dinheiro na internet!!
Humor, mau humor e dicas para ganhar dinheiro na internet!
TUDO SOBRE SALVADOR: A CAPITAL MUNDIAL DO BERIMBAU, DO AXÉ, DO AFOXÉ E DO ACARAJÉ
TUDO SOBRE SALVADOR: A CAPITAL MUNDIAL DO BERIMBAU, DO AXÉ, DO AFOXÉ E DO ACARAJÉ

Você está planejando passar férias em Salvador?

Então leia este completo e hilariante guia da capital mundial do berimbau, do axé, do afoxé e do acarajé.

Divisão Física: A capital da Bahia é Salvador. Mas todo mundo chama de Bahia mesmo. Quem nasce em Salvador é soteropolitano – foram buscar no grego o Soter de Salvador e o polis de cidade. Nem todo mundo gosta do termo. Natural: é impossível agradar gregos e baianos! O termo "baiano" (sem agá) vem da Baía de Todos os Santos, assim chamada por ter sido "descoberta" por Américo Vespúcio (ele mesmo!) em 1º de novembro de 1503. Ainda bem que não é um golfo. Senão, seríamos golfanos. Ou golfenses. Ou golfinhos, na versão gay... A Bahia se divide entre Cidade Baixa e Cidade Alta. Existem praias na Cidade Alta e na Cidade Baixa, embora não haja nenhuma cachoeira entre umas e outras. Como se explica isso? A versão local diz que, quando a maré está alta, tem praia na cidade alta. Na maré baixa...

A Cidade Alta está entre a Pituba/Itaigara/Iguatemi: é o que importa. A única parte civilizada da cidade é o resultado da não-ação de um prefeito, que construiu uma avenida e ficou com preguiça de fazer o resto. Aí como não tinha mais avenida pra expandir a cidade, construíram um monte de edifícios de 10, 20, 30 andares. Logicamente, aí ficou a verdadeira "Cidade Alta"...

Centro Histórico: Consiste em Barra, Ondina, Pelourinho e adjacências. É habitado somente uma vez por ano, no carnaval. Durante o resto do ano, somente turistas têm disposição de subir as ladeiras do Pelourinho para ver o Elevador Thiago Lacerda ligar o nada com lugar nenhum. Bom, embaixo tem o Mercado Modelo, que vende berimbau, instrumento de uma corda só, símbolo da incrível habilidade musical do baiano - e da sua preguiça: tocar instrumento com mais de uma corda dá um trabaaaaalho...

Norte: A cidade é limitada ao Norte pela sede de praia do Jaía, ex-Bahia. Não é sede de campo porque o Jaía não tem campo pra jogar, e tem disputar – e perder – seus jogos em Feira de Santana, que é assim uma filial da Feira do Rolo. O que é Feira do Rolo? Veja abaixo. A sede do Jaía fica bem pertinho do Bompreço. O que não é vantagem: em Salvador tudo e qualquer coisa fica perto do Bompreço, da Farmácia Santana e logo depois (ou antes) de uma ladeira. São 1320 lojas do Bompreço, 8875 Farmácias Santana (as únicas farmácias do mundo que vendem banho-de-folha!) e não-se-sabe-quantas ladeiras, porque até hoje só contaram as descidas, quem se atreveria a contar as subidas, nesse calorzão que está fazendo aqui desde 1549? Mais ao Norte ficam as praias. Oficialmente começa em Jaguaribe (uma praia) e termina em Vilas do Atlântico (outra praia), passando por Itapoã (outra praia que ninguém sabe como se escreve: Itapoan, ou Itapoã. ou Itapuã, ou Itapuan, mas o que se sabe que em tupi-guarani significa pedra-que-ronca, ou seja: na Bahia até pedra ronca!!! Na rede!!! Seu acesso se dá por duas avenidas: a Orlando Gomes, que tem a maior média de assalto do país: 2 assaltos por pessoa/ minuto. (Depois, dizem que baiano não trabalha!!! Já pensou o trabalhão que dá pra assaltar tanta gente???) Daí, ninguém consegue chegar ao outro lado, porque tem voltar pra dar queixa na delegacia. Que invariavelmente está fechada, já que os policiais estão de folga, ou dormindo, ou em greve, ou na praia mesmo, já que ninguém é de ferro! A outra, que não é gomes, é onde o couro gome, quer dizer, come: lá ficam todos os 365 motéis da cidade - um pra cada dia do ano. Caymmi até fez uma música: 365 motéis, a Bahia tem!!! (na versão original era igreja, mas os tempos mudaram...) Quando o ano é bissexto, o jeito é mulher transar com o marido mesmo, no dia 29 de fevereiro, que jeito. (e tem marido que diz: ô mulé, quiéquicêviu qitá sanhadassim? Affe!!!) Nome da avenida: pinto a guiar, ops, PINTO AGUIAR!!! Aí também ninguém chega ao outro lado, porque pega uma piriguete pelo caminho, entra num motel e se esquece do que ia fazer. Pra que pressa, se o Carnaval é só no ano que vem???

Brotas: É a Brooklin soteropolitana. Claro que vocês sabem que no dialeto de Brotas soteropolitano quer dizer "Sotêro pirulitano", ou solteiro se mandando quando as muié vem com esse papo de casar. Passa fora! Cruz! Credo! Atotô meu pai!!! Ogunhê!!! Brotas é um núcleo de resistência, é povo, é fé, é consciência. Foi lá que o candidato Hilton 50 conseguiu seus 1% de votos para prefeito e ficou conhecido como Hilton 51. Tá embriagado até hoje com esse feito histórico, embora não se lembre bem o porquê, por que tomou todas. Brotas tem dialeto próprio - o brotês, que brota da boca de cada brotense. (Não queira entender, nem eles mesmos entendem, ora!), moeda própria (o brocardo, que vale um bocado de real, véi) e governo próprio - o brota-pra-quebrar. É preciso passaporte pra cruzar a fronteira. A polícia não entra lá desde a revolta do Buzu que, como você precisa saber, é como se chama ônibus em Salvador. Se chama cantando, em ritmo de axé. No resto do país, basta levantar o braço, mas aqui a parada é outra. Cajazeiras: Começa em Cajazeiras 1 e vai até Cajazeiras 15785. Duro é que a numeração não é crescente, nem decrescente, muito pelo contrário, é uma zorra que ninguém entende e por isso quem chega lá nunca sabe onde está, nem pra onde vai, nem como sair, aí o jeito é tomar uma. Daí o bairro passou a se chamar "Cachaceira". Pudera.

Ribeira: Por incrível que pareça, tem sorvete na sorveteria da Ribeira. De coco, coco verde, coco seco, coco flambado, coco desfiado, coco ralado, coco branco, coco queimado, coco com cobertura de coco, de cocada, de cocada-puxa, acompanhada de coco. Ou coca. Indicada pelo Guia Veja em mil novecentos e cocos. Acento no primeiro O, por favor.

Liberdade: É um dos bairros mais importantes de Salvador, por conter passagens secretas que desafiam as leis da física e confirmam a teoria da quarta dimensão. Que nunca foi inteiramente confirmada, mas se espera que com o metrô isso seja resolvido. Afinal, o tal do metrô, na velocidade que vai percorrer a cidade, deve ser assim como um acelerador de partículas. E vários buracos-negros vão ser formados em seu trajeto. Perdão: orifícios afro-descendentes!!!

Feira do Rolo: Local onde você compra o que quiser e quando quiser. É um supermercado a céu aberto, onde tudo que é ilegal é vendido, comprado, trocado, rolado, enrolado, ou escambado nas barbas da polícia: a Delegacia de Furtos e Roubos fica bem em frente à feira do rolo!!! E como se chama o lugar? BAIXA DO FISCAL!!! Lá sempre tem o que você procura. Coisas como fósseis de pterodáctilos, órgãos para transplantes, animais em extinção (qualquer um, de tigres dente-de-sabre a mutantes), o abadá usado por Thomé de Souza quando fundou a cidade, o mosquetão de Caramuru, armas que nem a polícia tem e objetos que foram roubados da sua casa. Ou quando você estava dando aquela "paletada" (caminhada) no Pelô.

Divisão Química: O DNA de Salvador é "Deu não, amizade". O tempo foi pouco, vô vê se faço na segunda, se avexe não. Já o RNA é composto por cromossomos geneticamente modificados pelo dendê e significa, no dialeto local, "Rei, não apurrinha". Genes recessivos se manifestam através da Axé-Music. Mas não de maneira permanente: só nos 11 meses que dura o Carnaval. No S. João há uma alteração genética provocada pelo forró. For all.

História:
Idade Antiga: Melhor perguntar a Dona Canô.
Idade Média: Em seus Feudos, os caciques Tupinambás exploravam as camponesas, descobriam o caminho das índias, comiam sardinha (paparam o Bispo Sardinha, vejam vocês!!! ) num regime conhecido como "vam der logo". Assim, meio holandês. Foi a época dos grandes torneios de miserês, piriguetes, tingalagatingas e moquecas de holandeses. É que, naquele tempo, os tupinambás só comiam carne branca. Hoje, seus descendentes comem de tudo. Teste, pra ver.
Idade Moderna: Melhor perguntar a Gilberto Gil. Mas a explicação vai levar tanto tempo que vai deixar de ser moderna.
Idade Contemporânea desde sempre:
1798 - Nasce ACM
1815 - É inventado o Trio Elétrico e o carnaval é descoberto
1830 - ACM vira imperador da Bahia(...)
1990 - Ivete Sangalo lança 1º CD.
1991 - Ivete Sangalo lança 2º CD.
1992 - Ivete Sangalo lança 3º CD.
1993 - Ivete Sangalo lança 4º CD.(...)
1996 - Começam as obras do metrô de Salvador, projeto para 2004.
2005 - Surge em Salvador a primeira música que não é Axé: o Arrocha.
2008 - O Arrocha é esquecido. Surge o Atocha. Ou Atoxa. Ninguém se entende sobre a grafia, Caetano faz um discurso de 32 horas na Praça Castro Alves, defendendo o x da questão. Carlinhos Brown propõe que o nome seja Atoxé. Gil se reta e diz que isso é uma corruptela de Afoxé. Um bando de políticos baianos fica invocado com esse lance de corruptela, acham que é com eles, se retam e mandam a polícia atochar o povo na praça.
2008 – O governador Wagner anuncia que o Estádio da Fonte Nova vai ficar pronto para a Copa de 2014.

Previsões:
2090 - Ivete Sangalo não lança mais CDs. Lança o 80º DVD BlueRay.
2090 - O metrô é inaugurado. Baianos se surpreendem com a rapidez das Obras.
2095 – O Estádio da Fonte Nova é inaugurado. Pena que não deu tempo pra ficar pronto pra Copa de 2094.
2096 - O governador Jaques Wagner 1º e único do PT anuncia que a Fonte Nova vai ser reformada para a Copa de 3008. A FIFA anuncia mais uma Copa no Brasil em 3214, pra dar tempo de a reforma ficar pronta.
2098 - Morre em Salvador Ivete Sangalo.
3091 - Morre em Salvador ACM Neto.
3099 - ACM ressuscita
3666 - ACM assume ser o anti cristo: Anti Cristo Miseravão.

Clima, Vegetação e Hidrografia: Em Salvador, faz calor. Há apenas três estações: a de trem, a do metrô e o verão. O primeiro nunca chega. O segundo e o terceiro nunca terminam. A vegetação da cidade alterna-se em coqueiros isolados e em florestas de coqueiros. O principal rio chama-se Tapagipe, em tupi-guarani. Em inglês, Cocô River. Fica no bairro Costa Azul. Depois do fracasso do Bahia Azul, estuda-se a possibilidade de mudar o nome do bairro para Costa Marrom, ou Costa Negra. Ou Bosta Azul, mesmo.

Cultura: Não se pode esquecer que Salvador sedia a maior manifestação cultural popular do mundo: o Carnaval. É nessa época que o soteropolitano gasta a energia do ano todo, correndo atrás do trio, correndo atrás de mulher ou correndo da polícia. O carnaval é tão importante para o baiano que, para não ter que esperar um ano inteiro, já se inventou uma série de festas como Festival de Verão, BonfimLight, Babado Elétrico, Trivela, Ensaio Geral, Piu-Piu, 02 de julho, Lavagem de Ondina, Lavagem do Beco e muitas outras lavagens. Inclusive as intestinais, já que ninguém agüenta tanto dendê.

Língua: Em Salvador é falado o Baianês, que conta com seu próprio alfabeto: A Bê Cê Dê É Fê Guê H I Ji Lê Mê Nê O Pê Quê Rê Si T U V X Z.Ao contrário do que muitos pensam, o Baianês não é falado lentamente, mas sim cantado. Não existe também o gerúndio: o 'd' é excluído no 'ndo', o que resulta em 'falano', 'correno', ao invés de falando e correndo. A letra G (fala-se Guê), também não é usada na maioria das frases, quando tem som de J (Ji), dando lugar ao R (Rê). Simplificando: A gente - fala-se 'Arrente' Mas, em alguns casos, também a letra S pode ter o som de R (Rê), de forma que a frase 'As camisas das mulheres' vira 'Ar camisa dar mulé.'

Algumas frases cotidianas:
'Colé, meu brodi!' = Olá, amigo!
'E aí, pai?' = Olá, amigo!
'Fala nigrinha!' = Olá, amigo!
'Diga aê, seu xibungo!' = Olá, amigo!
'Faaaaala minha puta!' = Olá, amigo!
'Colé miserê!!' = Olá, amiigo!
'Diga aê, disgraça!' = Olá, amigo!
'Diga aê negão!' (não importa a cor do amigo) = Olá, amigo!
'Ô véi!' = ô, amigo!
'Colé de mermo?', 'Oxe!' = Todo baiano usa essa expressão para tudo, mas um forasteiro nunca acerta quando usa.
'Lá ele!' = Eu não, sai fora! (Ou qualquer outra situação da qual a pessoa queira se livrar.)

Transportes: Os soteropolitanos contam com um sistema de transporte público extremamente pontual que nunca se atrasa para o dia seguinte. O metrô, por exemplo, até agora nunca teve nenhum caso de atraso, a não ser os 10 anos de obra. Salvador também tem o único metrô que não é subway, mas overway. Cheio de ladeiras, aclives e declives, que é pro povo não estranhar um troço daquele que não tem uma ladeirinha, onde já se viu! Dizem que vai pro Guiness como a maior montanha russa do mundo.

Moda: Salvador é a única cidade em que o Reveillon está sempre na moda. Todo mundo veste branco o ano inteiro, a não ser no carnaval, quando a única vestimenta usada é o abadá. Lojas de moda não lucram em Salvador, pois os ingressos das festas já vêm com a camisa. Ou camiseta. Ou camisinha. Todo mundo vestido pra festa!!!

Economia: Só se sabe que o baiano nunca tem dinheiro para nada. Mas sempre sobra pra bebida. Só não bebem acetona, porque tira o esmalte dos dentes.

Axé!

16/02/2017

Se você chegou até aqui é porque você gostou do que leu, não é? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos e familiares. É só clicar nos botões abaixo.

VEJA TAMBÉM:

Ganhe dinheiro trabalhando em casa respondendo pesquisas na internet

Adulto: Somente para maiores de 18 anos!

Sexo gostoso e sem compromisso. Onde e como conseguir? (+18)

Clique AQUI e siga o Acidez mental no Twitter

NÃO QUER COMENTAR NO FACEBOOK? AQUI A SUA CHANCE!