ACIDEZ MENTAL
COMO LIDAR COM PESSOAS DIFICEIS

Na vida, sempre cruzamos com pessoas difíceis. Quem já não teve um chefe autoritário, um amigo invejoso, um colega de trabalho agressivo, um parente manipulador ou um namorado “joga-culpa”? É possível evitar que essas pessoas transformem a sua vida em um pesadelo?

O psicólogo Bernardo Stamateas escreveu um livro que se transformou em best seller internacional sobre esse assunto, chamado Gente tóxica: como lidar com pessoas difíceis e não ser dominado por elas. O autor descreve várias pessoas com características “tóxicas” e dá dicas para lidar com cada uma delas. A seguir, menciono algumas citadas no livro:

1. O autoritário:
é aquele que abusa do seu poder sobre os outros. Tira vantagem de sua posição e faz que a sua vontade prevaleça a qualquer custo.

2. O invejoso:
é aquele que pretende tirar o que você conseguiu e ele ainda não.

3. O agressivo:
é aquele que quer arrasar sua autoestima, isto é, fazer você pensar que é incompetente, fraco, inseguro, etc.

4. O manipulador:
é aquele que faz você fazer aquilo que ele quer pensando que é isso que você quer.

5. O joga-culpa:
é aquele que não consegue arcar com os riscos e consequências de suas decisões ou escolhas. Vive jogando a culpa nos outros quando algo não dá certo.

Como conseguir viver bem ao lado de pessoas com características “tóxicas”?

a. Não tente mudar a pessoa
Isso é um pouco decepcionante, pois, na prática, é difícil não tentar mudá-la. Ainda mais se gostamos e queremos o bem dela. Ocorre que é preciso levar em conta que ninguém muda pelo outro. Só mudamos porque queremos mudar e, mesmo assim, é um processo difícil e demorado.

b. Ajuste as suas expectativas sobre a relação
Não espere valorização ou algum tipo de reconhecimento por algo que você fez para a pessoa. Pessoas difíceis são inseguras e com baixa autoestima, apesar de, muitas vezes, apresentarem uma fachada que mostra exatamente o contrário. Geralmente, sabem tudo sobre a vida alheia, mas não conseguem enxergar a si mesmas. Costumam falar: “Eu não tenho problemas” ou “É você quem está com problema”. Portanto, se essas pessoas não conseguem reconhecer o próprio valor, imagine ver o valor dos outros!

c. Cuide de sua autoestima
Essas pessoas sempre tentarão abalar o que você pensa sobre si mesmo. Potencializam os seus pontos fracos e o enchem de culpa e frustrações. Portanto, cuide de sua autoestima! Existem várias formas de se fazer isso. Uma delas é a psicoterapia. No processo psicoterapêutico, você aprenderá a desenvolver estratégias para neutralizar os efeitos negativos provocados pela convivência com a pessoa, conquistará uma imunidade emocional cada vez mais forte e, consequentemente, conseguirá se desviar de qualquer “ataque tóxico” da pessoa.

Portanto, é possível se proteger da “toxicidade” dessas pessoas e não deixar sua vida ser dominada por elas. Não se desgaste emocionalmente tentando mudá-las. Aproveite para usar essa energia para si mesmo. Invista na construção de uma autoestima à prova de balas e, consequentemente, viverá com menos estresse e mais feliz ao lado de qualquer pessoa “tóxica”.

Fonte: O Que Eu tenho?


Envie este post para o seu Twitter!!
Siga o Acidez Mental no Twitter
Recomende o Acidez Mental aos seus amigos
Adicione o Acidez Mental aos seus favoritos
Dê uma olhada nos arquivos. Tem muita coisa legal guardada lá!

Vá para a página principal

Comente no FaceBook!